Lago Aratimbó, lixão a céu aberto

Edson Maia – 15 outubro – 20h01

Logo após um período de chuvas, um dos cartões postais de Umuarama, o Lago Aratimbó, se torna um lixão a céu aberto. Todo tipo de lixo se acumula em uma das bordas do lago. Promovendo um mau cheiro e uma imensidão de entulhos.

Cidadãos umuaramenses sem consciência ecológica, lançam seus resíduos  domésticos na rede de captação de águas pluviais, provocando um derramamento de lixo. A beira do lago podemos encontrar resíduos de cozinha, latas de refrigerantes, cerveja, garrafas pets de todo tamanho, brinquedos, bolas e até pneus e Tv.

O Metropolitano ouviu alguns moradores da redondeza, e a reclamação é unânime, o mau cheiro impera após um dia de chuva.

Conscientização – Se a população continuar a jogar seus resíduos na rua, certamente estará contribuído para a poluição do lago, que já vem sofrendo com assoreamento. A consciência ecológica é o caminho, mesmo se o poder público investir milhões para limpar o lago, sem a conscientização, o Lago Aratimbó continuará a ser uma lata de lixo.


Fotos: Edson Maia

 

Comentar

Seu endereço de email não será publicado.Campos marcados são obrigatórios *

*