Policia

UMUARAMENSE É PRESO PELA POLICIA CIVIL DO DISTRITO FEDERAL, SUSPEITO DE DESVIO MILIONÁRIO

Por: Edson Maia – 04/07/2018 – 17:33

A Policia Civil do Distrito Federal com o apoio da Policia Civil de Umuarama, cumpriram mandado de prisão e apreensão na tarde desta quarta-feira, contra Itamar Silva Pereira 49 anos, o alvo foi uma residência na Rua Para na Zona II em Umuarama. Segundo as informações repassadas pelo policia do DF, Itamar é acusado por furto mediante fraude.

Da Fraude – O acusado enviava através de e-mail para suas vítimas, um vírus que se instalava no momento que a vítima abria o e-mail infectado. No momento que a vítima acessava a página do seu banco, o vírus a encaminhava para uma página semelhante a do seu banco. Sendo assim, a vítima inseria o número da sua conta e senha, pensando que estaria no site do seu banco, no entanto, estava fornecendo todas as informações para Itamar.

Itamar tinha em sua posse cerca de 50 mil contas disponível para movimentá-las sem a que os titulares se quer desconfiassem. Os investigares acreditam que a fraude possa passar da casa dos milhões, os valores exatos serão levantados durante o curso do inquérito, quando serão identificadas outras pessoas que até então não identificaram que foram vítimas de uma fraude bancária.      

Investigação – A investigação iniciou-se no DF, depois que cinco vítimas fizeram o boletim de ocorrência, relatando que haviam sido subtraídos alguns valores de suas contas. Com base nos relatos das vítimas, a Policial Civil do DF começou a monitorar Itamar, pelas contas de e-mail durante 12 meses. Com posse da localização do fraudador, investigadores pediram ao poder judiciário a prisão de Itamar, onde foi deflagrada a operação PARAGON. O nome da operação é uma alusão ao diamante mais perfeito do mundo, sem nenhum defeito, impecável sem nenhuma inclusão de sujeira.

 Bens seqüestrados – Durante a operação foram recolhidos celulares, computadores, inclusive, no momento da apreensão, um dos computadores estava aberto na conta do Gmail que Itamar usava para fraudar. Também foram seqüestrados um Ford-Edge, um GM-Camaro de cor amarela, além de caminhões e carretas de uma empresa de Itamar. Entretanto, os investigadores identificaram que a empresa não há nada de ilícito.  

 Defesa – Segundo Danilo Barbosa advogado do acusado, a Policial Civil do DF ainda não repassou nenhuma informação a respeito da prisão de seu cliente. Logo que se interar dos autos, ele irá se pronunciar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *